Omninvi :: Invii demanda sapientia

Um doidivanas mostra o seu saber por intermédio das palavras e um pouco da imagem. Poemas, opiniões, revisões. Uma mistura de sociedade e tecnologia. Com temáticas conforme me vou lembrando de escrever.

domingo, 26 de dezembro de 2010

Jardim Imaculado

1 comentário



jardim imaculado


de lagrimas regado


onde rosas
vermelhas florescem.





à porta sentado,


atento e fascinado


observo quanto
crescem.





aguardo o momento,


de as poder
cheirar.


e livre do
pensamento,


de ansioso entrar,


contemplo a
beleza,


de observar a natureza.





podia usar mais a
arte,


de um jardim
imaginar.


Mas imaculada é
esta parte,


e tenho que sentir
para criar.





assim,


contemplo o nascer
das rosas,


do meu novo
jardim.


e grato estou de
me sentir assim. 





Philo Philos Pachem


Até por acaso

domingo, 12 de dezembro de 2010

Palavras!!!

5 comentários



Com palavras não
posso expressar,


o que podes sentir.


Nem tão pouco a
falar,


vou conseguir.




Mas não me posso
omitir,


tento mostrar na
comunição,


as palavras que deves
dizer não,


pois ajudam-te a
não sentir.


Não tenhas
esperança,


sorri da
lembrança.


Cuidado com o
acreditar,


mas procura o
saber.


Fé não deves ter,


mas deves saber
amar.


Mais não posso
escrever,


e não deves
acreditar.


Só conseguindo
viver,


vais entender e
amar! 









Philo Philos Pachem


Até por acaso

segunda-feira, 6 de dezembro de 2010

Um segredo na missa!!

Sem comentários
Quantos de vós que vão à missa, dizem palavras sem pensar, palavras que foram treinados a dizer e nem sabem bem o seu significado nem tão pouco o quanto vos toca, ou o porquê que toca. Perdidos nessa consolação sem sentido, algum significado as palavras trazem à mente mas muitos não entendem porquê. Hoje trago-vos uma revelação de um segredo que não está escondido, muitos de vós dizem-no todos os dias que vão à missa.


A uma dada altura da missa, o padre deseja - "Que a Paz esteja convosco." - ao qual as pessoas estão instruídas para dizer - "Ela está no meio de nós." - este é um segredo que as pessoas não dão importância, nada tem que ver com Deus, tem a ver com a Paz que está no meio de nós, isto é uma verdade universal, não tem religião. Agora aventura-te a encontrar a Paz se a perdeste, pois tua mente não deve estar em conflito, deve estar em Paz, e dessa Paz é que deve florescer o Ser, nunca em conflito. Em conflito o Ser será mais um perdido que nem sabe bem o que procura e tanto procura no exterior que nunca ficará resolvido, pois na realidade ele procura algo que é natural, algo que já está dentro dele, mas que o exterior quebrou. Assim antes de entrares em conflito verifica sempre se vale a pena, pois se a origem está no teu interior estarás a magoar até quem te ama,  e os resultados não serão benéficos para ninguém, ao não estares em Paz contigo mesmo, estarás a prejudicar o todo, por isso peço que reflictas, pois não está na adoração a Deus o caminho da Paz, mas sim no facto de estares em Paz e trazeres Paz, conflito traz conflito e ficarás abundado de energia negativa que depois vais descarregar, pois tens que descarregar! Esse é o problema! Elimina-o pela raiz, e assim lembra-te sempre que em teu estado natural tu és Paz no interior.



Que encontrem a Paz dentro de vós.



Philo Philos Pachem


Até por acaso

domingo, 5 de dezembro de 2010

Paixão

Sem comentários



Paixão, paixão


muitos pensam que
tal cegueira,


é uma valente
asneira!


Dizem que com eles
não pega,


mas têm medo do
amor e sua entrega!


Medo de sentir,


de passar o dia a
sorrir!





Paixão, paixão,


semente do amor,


és alegria e trazes
dor!


Pois para amar sem
sofrimento,


é preciso amar o
momento,


é preciso saber


deixar florescer.


senão tal paixão


deixa-te na
ilusão.


Livra o
pensamento,


de tal sofrimento,


pois a cada
momento,


só existe amor.


E se dor queres sentir,


engana-te e ela
há-de vir.


Não ensino a
sofrer,


ensino a viver,


e na arte de amar,


só existe o
partilhar.


Livra-te do banal,


sente a energia,


e será natural,


sentires a
alegria.


Ambos devem
sentir,


e deixar fluir,


e será uma
aventura


que por momentos
dura.


não te prives do
prazer,


de intensamente
viver.






Philo Philos Pachem


Até por acaso