Omninvi :: Invii demanda sapientia

Um doidivanas mostra o seu saber por intermédio das palavras e um pouco da imagem. Poemas, opiniões, revisões. Uma mistura de sociedade e tecnologia. Com temáticas conforme me vou lembrando de escrever.

segunda-feira, 29 de dezembro de 2008

A depressão e os medicamentos

Sem comentários

Ao ler a crónica que a psicanalista Maria Rita Kehl escreveu, prova bem o que os anti-depressivos não são solução. Ela confronta o livro "Eu tomo antidepressivo, graças a Deus!", lançado pela editora Record da autoria da jornalista Cátia Moraes como um objecto de propaganda médica, sendo ou não intenção da autora de o fazer, pois pelo que entendi fê-lo consciente ou inconscientemente.

Como já escrevi no meu artigo, Depressão, Suicídio?! - A cura até é simples!, o problema da depressão está meramente no pensamento e com um psicologo iluminado, que consiga entender os motivos que levaram á dita depressão, as suas palavras inteligentes serão suficientes para mudar o pensamento e por consequinte a acção do individuo deprimido, não será num estalar de dedos, tudo leva o seu tempo.

O individuo que tem consciência dos condicionamentos a que está sujeito, depois de conseguir entendê-los e aceitá-los, deixará de ficar deprimido e encontrará o que o ser humano tem de melhor mas que está adormecido na maioria dos seres, Paz interior.

Sem Paz interior o individuo anda meramente perdido no mundo, pois não se conhece, não sabe o que quer e muitas vezes não sabe pensar por ele, o que o leva a andar na onda. 

Andar na onda, leva-o a perder-se ainda mais, pois não está a seguir o seu caminho, está a tentar caminhar no dos outros, e depois confrontado com a realidade aparece o conflito. E a depressão não nada mais do que isso, conflito mental.

O meu internamento compulsivo

3 comentários
Agora com mais consciência posso contar a minha versão da história pois agora tenho consciência do que aconteceu, mas precisava de acontecer para saber, por isso agradeço a todos os que se preocuparam comigo.O philos, eu com o nome que me batizei, despertou e a mente já não lhe traz problemas, mas a olhar à sua volta só vê dúvidas, conflitos, problemas e lamentações.Então resolve explorar melhor o exterior para entender o que se passa, e conclui que o problema reside na cabeça das pessoas, na mente. O problema é o pensamento.Então philos resolve atacar a mente dos outros com pequenas acções que os faz pensar, sim é disso que a malta precisa, pensar, tomar consciência dos seus actos.Então philos age, e suas acções não são entendidas.Mas philos ainda não tinha consciência das suas acções que mesmo não tendo nada de errado, apenas queria afirmar-se, mostrar as verdades, pois uma mente clara não aceita dúvidas dos outros nem mentiras.
E vieram tocar à porta dos meus pais dois agentes paisana. Mostraram-me os papéis assinados por um juiz, e eu que ia comprar carne para a mama fazer o almoço, acabo por ter de chamar a mama para devolver os 10€ que me tinha dado. Estava a contar só falar mas pelos vistos não era só isso.Depois de devolver o dinheiro à minha mãe fui com os agentes.Aguardamos por um carro policial, queriam que fosse no meio, mas no meio não há cinto e mesmo eles com eles a dizerem que estavam isentos eu disse: vocês sim, mas eu não.E lá fui eu para o hospital para ser avaliado.O ar do hospital é muito rarefeito e explico a um agente o porquê de ir à casa de banho, ele ficou sempre atento não fosse eu fugir.Ainda distribui as revistas e jornais gratuitos pelas pessoas que estavam sentadas. Elas aceitaram e agradeceram algo que podiam elas ter feito.Antes de entrar ainda gozéi com o login da máquina que estava no corredor.Entrei, sempre com a presença de um agente.Brinquei com a palavra Deus, pois sei que não existe, mas até mantenho a dúvida pois ter dúvidas não é mau, ter meias verdades é que sim.Então expliquei a minha brincadeira, dividindo a palavra ficamos com de+eus, então eu dizia de todos porque sou é o meu eu, o eu dele, o seu e o de todos, eus. E brinco com uma frase muito católica: se procuras perdão precisas do perdão de todos (deus), de todos a quem fizeste mal acrescento.No fundo eu apelo ao entendimento mas as palavras não são entendidas e as minhas palavras e ações não são normais ainda fiz rir o agente quando entrou a enfermeira pois assustei-a com um movimento inesperado.Não assinei o termo de responsabilidade e voluntariadade pois não concordei com ele.Se quiser escrever um documento a responsabilizar-se pelo mal que me vão fazer, esse eu assino. Mas isso a psiquiatra não fez.E enquanto esperava pelo carro policial para me levarem para o hospital psiquiátrico removi todas as picas do jardim e o agente a pensar que eu fugia não me deixou lavar as mãos.Quando cheguei ao hospital, fui mal tratado e isso eu condeno. Não me explicaram que injecção me iam dar e usaram a força.Fiquei inconsciente por tempo que não consigo determinar, preso numa sala própria. E quando retoma a consciência ainda muito apagada noto uma queimadura, percebi logo que foi acidental. E lamento terem-me ficado com os apontamentos.E foi assim que perdi dias involuntariamente, pois quem os perde por culpa própria, como com o álcool ou outras drogas tudo bem, mas eu não me esqueci de mim próprio fizeram-me esquecer ou tentaram. Fizeram o que acharam melhor para mim, mas eu que não acho nada apenas os desculpo porque entendo, mas não concordo com o que me fizeram.Para não me trazer problemas fui a tribunal e perguntaram-me se eu aceitei o internamento e eu que me apercebi que não tenho liberdade e estou condicionado limitei-me a aceitar e dizer que sim.Assim saí do estado de compulsivo.Aceitei os medicamentos para os sentir e entendo que pouco ou nada fazem pois a mente trata-se como ela é com palavras. Pois a inteligência é isso o uso do bem pensar da palavra, o pensamento.E o pensamento traz acções. E além do pensamento está o nosso eu, o eu verdadeiro que me tentam bloquear ou até anular e se isso acontecer é mais uma mente senil no mundo, e mais um corpo que eles terão a responsabilidade de alimentar.

sábado, 27 de dezembro de 2008

Viver em Paz

Sem comentários

Viver sem sofrimento,

é entender o pensamento.

E florescer do interior,

emanando paz para o exterior.

Se usares a tua paz interna,

fisicamente morrerás,

mas a tua paz será eterna,

e estará em todos os que deixaste para trás.

Philos

terça-feira, 23 de dezembro de 2008

O que vai encontrar por aqui

Sem comentários
Aqui encontrará histórias de philos, um humano que entendeu a depressão, entendeu o suicídio, entendeu a sociedade ocidental, os seus condicionalismos e males, mas acima de tudo encontrou-se, entendeu-se e ri, eliminou o sofrimento e trocou-o por entedimento, conhece-se, continua a evoluir  e ao mesmo tempo tenta acordar os outros.
Foi isso que o fez escrever, mesmo sabendo que não é solução, pois a escola acima de todas é a da vida e cada um têm a sua.
Mas como acordar a malta?
Essa é a questão para philos! 
Pois antes de tentar encontrar soluções para os problemas sociais, têm que encontrar uma solução para acordar cada um, mas cada um é cada um e philos sabe que mesmo com a mesma educação e meio social, cada um é cada um, cada um aceita a sua verdade às vezes mesmo sem saber sua origem, e muitos nem querem saber e deixam-se manipular, outros apercebem-se da manipulação mas não sabem o que fazer! Calma a solução existe. 

Manipula ou serás manipulado!

E estamos a chegar a um ponto em que o manipulador já não é só um e seu círculo, como antigamente os reis ou imperadores, trocamos para governos com ideologias. Essas, sempre sem serem cumpridas, essas sujeitas ao erro humano. 
Mas neste ponto já nem assim estamos, grandes organizações estão acima dos governos, até o direito de voto se está a tornar uma hipocrisia. E onde está o problema?

Num único sítio, na mente humana, o pensamento é o problema mas ao mesmo tempo a solução.

É preciso despertar a malta, mas como acordar aquele que foi habituado a não pensar!

Sim o ensino coloca as respostas e o individuo aceita, muitas vezes sem pensar, daí as dúvidas e sai da faculdade com as frases de outros, as idéias de outros e quando quer pensar têm dificuldade, quando o obrigam a pensar vê-se em dificuldade tenta entrar no jogo que lhe ensinaram e não é ele, não é a verdade dele, vai no jogo da dúvida e segue os outros confiando, e na dúvida o philos brinca, pois as dúvidas são para resolver e existem prioridades para a resolução das mesmas, mas existem dúvidas que alteram o comportamento humano e essas vão além do ensino. Passamos então para um outro campo extra educação! A religião.

Sim a religião é o grande problema, pois usa palavras como acreditar, ter fé, esperança, que são palavras única e exclusivamente para criar na mente a ilusão da verdade, se tens dúvidas, tens que ter fé, acreditar e esse tem sido o grande erro da nossa sociedade, é deixar a dúvida ir para a frente, acreditanto que será o caminho correcto.

Mas não se devia agir assim, na dúvida mantem-se a dúvida até ela ficar esclarecida.

Não sabe, dúvide, não tenha fé nem espererança, desconfie, tenha dúvidas.

É tudo o que philos lhe pede, e se o fizer juntos mudaremos o mundo e não á dúvidas, pois depois do individuo se encontrar a verdade é clara como água, e o caminho a seguir será mais natural, mais transparente.

Na fé, na esperança, continuará a dúvida e o caminho será sempre na dúvida.

Como era bom que evoluissemos e deixa-se-mos de ter dúvidas, só assim seguiremos o caminho iluminados.

Philos

Um fim de dia alegre

Sem comentários
Pela disposição das pessoas, o jantar entre amigos foi um sucesso, todos alegremente bem dispostos. Quando sairam um do grupo viu um desconhecido a fumar um xarro, sim cá fora fuma-se e convivia-se.
Inicialmente ele perguntou quem tinha para vender e mostra vinte euros, mas do grupo ninguém quis denunciar o traficante a um desconhecido, era normal.
Mas o seu igoismo mantêm-se a depois de ver ganhou a vontade de fumar um, os amigos já o empurravam para ele sair dali, mas não foi com o uso da força que que a situação ficou resolvida. Um amigo da zona resolveu representar um. O desejo ficou cumprido e agora até estava mais difícil de ir embora pois começaram-se a criar laços, palavras de bom entendimento entre todos.

Depois do bom entendimento entre ganzados da zona e bêbados, um amigo da zona, que era amigo da malta do jantar, juntou-se ao grupo da zona, numa tentativa de desculpar o que não há para desculpar.

Homem de quarentas entra em conflito com o philos de 30, sem se calhar entender porquê, mas philos na sua consciência sabe.

Philos provocou inteligentemente, não consentiu que o homem se rebaixa-se à frase:"eu sou um merdas."

Inicia-se então o confronto de idéias, sim isso o philos adora.Então começa o jogo.
O homem tenta um jogo mental conhecido, a bola de ping-pong branca e quando o homem perguntava ao philos o que era isto? - mostrando o buraco que consegue fazer com a mão e diz: "isto é uma bola de ping-pong branca" -
philos fica-se pela bola de ping-pong, ele tenta prendê-lo à cor branca mas isso para o philos é indiferente, pois o padrão é branco mas existem verdes, laranjas, azuis enfim de outras cores, e se tem as caracteristicas de uma bola de ping-pong, então vamos jogar tenis de mesa independentemente da cor da bola.
O homem como viu que o philos não entrou no jogo muda o texto e canta uma frase do povo, vê que não funciona pois philos farto do uso do conhecimento em vez do pensamento, faz-lo ver que não vai ser com frases feitas que vai conseguir. E ele justifica-se, partilha já outra escola, a da vida e esse confronto termina na verdade de ambos e inteligentemente sem violência.

Mas houve uma grande facada nas costas do philos, pois o homem diz que se a nossa geração (a de 30) tivesse conhecimento das "coisas" como elas estão, então já teria havido uma revolução e bem sangrenta.

E foi ai que philos ficou muito triste, pois o homem não vê que é tão parte do problema como da solução, mas já está a delegar para os outros aquilo que tem que ser feito por nós todos, uma revolução do pensamento, não de guerra.
Mas philos disse-lhe que a revolução vai ser feita assim como se resolveu as questões entre estes grupos diferentes, em paz e compreensão, pois o entendimento é parte da solução.
De guerra está o mundo farto, mas se continuarmos assim ignorantes, não importa o conhecimento intelectual que se tenha a guerra continuará, pois as pessoas acreditam, têm fé e essas palavras só servem para manter viva uma ilusão, algo que não se sabe.
E eu philos do que não sei não falo, e não acredito, sei que se o pensamento das pessoas não muda então de facto virá sangue, e a culpa mais uma vez, estará primeiro na religião e depois no interesse, resumindo em todos nós que nos mantemos a dormir na ignorância.

E o homem depois de me perguntar se philos era dono da verdade, ele respondeu-se que sim, sou dono da minha verdade, e o homem antes de entrar para o café, termina com a frase: "Eu sou um merdas".

E philos apenas sorriu, a entender dois significados da frase.

Philos

sexta-feira, 19 de dezembro de 2008

Uma visita socrástica para relembrar

Sem comentários




Vim á Biblioteca Municipal do Porto, e notei bastantes diferenças. As melhorias notam-se, já tenho melhor acesso a um computador para procurar um livro, tenho uma sala de leitura directa, com alguns livros e quatro computadores.
A utilização da maquina implica cartão de utente que por sua vez, requer a BI e um comprovativo de morada, mas o senhor que me atendeu foi simpático, ficou-se só com o BI, como antigamente quanto ia ler um livro para a sala de leitura, numero de BI e assinatura, pois a assinatura ele não pediu, podia ser uma outra pessoa com o meu BI :) confiou, nem sei se olhou bem para a fotografia, sei é que não estaria a escrever estas palavras agora se não fosse ele, teria de as escrever mais tarde.
Mas num espaço tão belo, noto uma preocupação tão grande em preservá-lo, que as janelas já não tem apoio normal, pois no apoio foi acrescentado ferro ou arrame, enfim algo que não permita ás pombas pousarem ali, logo não cagarem ali, logo não danificarem o precioso edificio humano que é a BMMP.
As pessoas esquecem-se que o problema das pombas são as pessoas, a compaixão, a pena do animal que talvez não tenha capacidade para se alimentar sozinho, isto pensam muitos e dão-lhes de comer, alimentando a sua procriação descontrolada.
E lamento que a culpa de tais espetos nas janelas seja nossa, e fico a pensar o que pensaria o arquitecto da altura quanto a esta resolução prática, mas feia.
O acesso á internet aos tempos que correm deixou-me muito a desejar, pois é lento e os monitores já estão fora do padrão, o acesso é justo, uma hora por utente.

E triste saio, de um lugar que já passei muito tempo a ler, e onde hoje me foi permitido escrever.

Lenta ou não a maquina cumpriu a função logo foi perfeito.
A burocracia existe, mas foi ultrapassada com simpatia.

E constacto que não tenho razão para tristeza, só se pensar nas pombas.

Philos

segunda-feira, 14 de julho de 2008

Será sonho? Será utópico? Ou quando será?

2 comentários

Quando será que a inteligência humana atinge um nível globalmente elevado, ao ponto que cada individuo negue a guerra?

Quantos não serão os soldados que quando tomam consciência dos actos que estão a cometer ficam abalados para sempre psicologicamente. Isto falando dos que cá ficam, pois os que morreram, foram julgados e sentenciados á morte, inocentes ou não, um erro. E a culpa fica perdida algures pelos sistemas sociais ou é atribuída a quem pouco a ela tem direito.

Quando é que o Homem usará com consciência a única arma que realmente tem, a inteligência!?

Quantas não são as armas que diariamente disparam. E cada vez que o gatilho é pressionado um julgamento é feito. Uma vida perdida num mero erro humano, um julgamento inconsciente ou consciente, um total desrespeito pela vida.

Quando é que os governos deixam de fazer afirmações enganosas e respeitam a vida?
Governam na base da falácia, ditam regras e fazem guerras. E jogam o jogo económico, psicológico e social como um miúdo joga um videojogo.
Tapam os olhos ás massas e divertem-se com argumentações falaciosas nos debates parlamentais.

Quanto é que os jovens conseguirão harmonia e estabilidade?

Quantos não são os jovens que se iludem na felicidade, e fazem-no recorrendo a drogas que lhe dão a desinibição e os tornam capazes de terem um noite em beleza.
O desinibidor, quer ele seja álcool, extasy, cocaína ou MDMA não seria necessário para nada, mas neste mundo social de desconfiança talvez seja necessário para ganhar a confiança ou moral?!
Para não falar daqueles que é uma questão social, de estatuto, pois esses ainda mais iludidos estão neste mundo social corrupto e impuro.

E dizem-me que o mundo está mais feliz, quando na realidade essa felicidade é risoria e baseada numa ilusão que a torna impura, para não dizer inexistente. Mas é mais fácil criar a ilusão de felicidade do que de Paz. Esse, é um caminho estranho e difícil de percorrer e é mais fácil considerá-lo utópico.

segunda-feira, 12 de maio de 2008

Penso em ti amiga

Sem comentários



Agora que te tenho aqui amiga

recordo-me da tua energia positiva.

E quanto dela recebi , em dias de fadiga.

Fizeste-me viver outra prespectiva.

E agradeço cada momento

contigo e os que me fizeste passar.

E ficarás sempre aqui, num cantinho de pensamento,

onde a qualquer tempo posso voar,

e sorrir a sentir cada segundo passado,

recordando no cantinho, cada momento,

recebendo novamente energia, de cada segundo amado.



E vou á luta novamente,

sabendo que a qualquer altura estás presente,

e que a tua energia me torna forte,

e só morrerá, á minha morte.

sábado, 10 de maio de 2008

Leões e Cordeiros: Selo Blogueiro Fiel
2 comentários
Leões e Cordeiros: Selo Blogueiro Fiel

Recebi um selo de reconhecimento!!!!

Blogueiro Fiel!

hehe Estou babado.

Um prémio de reconhecimento atribuido pela amiga Elizabeth Cruz, do blog Leões & Cordeiros.

A tradição manda que eu atribua o selo a 5 blogs, e assim farei, não já pois ainda não tenho os 5 tenho 3 :)

Quanto tiver os prémios atribuidos, voltarei a este post.

O meu agradecimento.

domingo, 4 de maio de 2008

Os quatro elementos

4 comentários
Tento ser vento,

para esquecer a solidão.

Vivo cada momento,

com descrição,

E transformo-me em ar,

só para amor emanar.

Alimento o pensamento,

para não viver o sofrimento.

Mas só tenho escrita,

e uma vida, maldita.

Vivo a saudade

e omitem-me a verdade.

Porque estou eu fechado?

Quando só quero amar e ser amado.



Sou terra e nasce uma flor.

Ela cresce, é bela e cheirosa.

Ela morre e sinto dor,

Mas uma vida nova aparece,

assim à dor aconcece.



Sou água e entranho-me,

baralho-me,

Junto-me ao vento,

apago a fogueira,

e amo tudo à minha beira.



Sou fogo e queimo inteligência,

e cada dia aqui é uma combustão,

Começo a pensar que perco consciência,

pois isto é um vazio vasto em ilusão.

Não, não posso estupidificar.

Mas assim, nem um neurónio vai restar.

Nada posso fazer senão pensar.

Pensar até esgotar,

Mas aqui estou só, quando queria dialogar,

ter uma conversa inteligente,

que desse delicia a esta mente.



Philos, 20:24, do dia 03 de Julho de 2007



ERRATA:

Linha 19: Acontece

Errar é humano, só resta assumir e tentar não repetir.

segunda-feira, 28 de abril de 2008

Leões & Cordeiros: O Que Diria Jesus Cristo...?
1 comentário
Com base no que li em, Leões & Cordeiros: O Que Diria Jesus Cristo...?, escrevo a minha opinião sobre o assunto.


Para mim qualquer religião é uma seita. Seita com bons ou maus costumes, com boa ou má ética, com bons ou maus princípios.



Não existem seitas melhores que outras, apenas existem seitas. É como as pessoas, não existem pessoas melhores que outras, existem pessoas.


Muitas seitas fazem crer a condenação pós morte a algo que definem como inferno, colocando no crente o receio pela morte. Uma forma de manter o rebanho controlado.



E para mim foi isso que aconteceu depois da morte de Jesus. Como controlar o rebanho?


Foi necessária uma unificação religiosa e todas as crenças e histórias existentes foram compiladas em um só livro, a Bíblia.
Passou a haver uma nova Igreja e o grito ideológico mais incrivél e inteligente para melhorar o controle apareceu, a confissão.

Os alicerces criados nada têm que ver com os proferidos pelo criador, mas existe uma base semelhante e o controlo foi estabelecido.

O clero ganha nova força e a ideologia da liberdade e do amor é substituida pelo controle e o medo.

Imposição, inquisição e morte ao pensamento livre! Foram maus tempos.

Buda sendo quem era dizia que sua religião não duraria 800 anos, tinha plena consciência que a mente aberta criaria novas exigências e novas ideologias.

Jesus idealizou bem, executou bem e suas simples ideologias foram deturpadas, ainda são válidas, não cumpridas e dispensam religiões e locais de culto.

Amar tudo e todos é mais difícil que ir a um local, pedir perdão e sair de consciência tranquila

Mas o perdão deve ser pedido a quem se fez mal, não a um intermediário. E se não é possivél perdoe-se a si mesmo do mal que fez, pois dele tem consciência, pratique o bem e admita os erros que cometeu.

Assim viverá de consciência tranquila e pouco importa se existe céu ou não. Pois se existir concerteza que terá na altura uma chave para a sua porta e se não existir será lembrado como uma pessoa do bem e suas práticas continuarão a consciencializar os que ficaram.

terça-feira, 22 de abril de 2008

O dia Mundial da Terra

Sem comentários



Fig1. Mamã Terra



Ontem fiz a minha "asneirinha" pela mamã grande(Terra), assim num sítio onde ninguém viu, para eu no meu egoísmo fazer umas festinhas á mamã sem ninguém ver.

Depois vim e fui dar umas voltas pela wikipédia, descobri que afinal o dia é uma americanice! Fiquei espantado, mas lá para os finais de 60, Gaylord Nelson(Info em inglês), um senador norte-americano, mostrava paixão pela mamã natureza(Terra) e defendeu que a evolução humana económica nunca deveria por em causa a natureza, pena já cá não estar para a luta do lado americano, mas já vai dar para lembrar este dia 22 de abril de uma forma diferente, um dia proposto por John McConnell, em 1969.


A preocupação já vem de á muito, as pessoas e principalmente os políticos é que continuam em mau agir, levando a esta evolução com poluição exagerada.

Evoluir, poluindo cada vez mais, não interessa a ninguém, olhar só pela perspectiva económica não interessa a ninguém.

Mas além de política para políticos, o individuo civil, comum mortal, pode até dar o exemplo a muitos políticos, preocupando-se diariamente com a mamã.

Não será só fazer algo, no dia Mundial da Terra, tais como iniciativas activistas a limpar praias ou florestas, que o espirito de preservar a mamã cresce, mas ajuda, logo é de louvar taias iniciativas e de louvar quem nelas participa.

A grande mamã é de todos e todos deviam tratá-la muito bem, mas infelizmente existe sempre quem a trate mal, já se tornou uma normalidade da sociedade humana fazer mal á mamã, e coitada da mamã grande lá vai aguentando, pois se ela não fizesse esse esforço natural, onde nós já estariamos!




Fig2.Imagem ESA




Mas nós fomos carinhosos com a mamã grande, e demos-lhe um anêl, claro que como errar é humano e a mamã só tem é que compreender, a construção do anêl não correu muito bem(Fig2), claro está que depois de algumas tentativas e um esforço tremendo entre nações, a construção foi um sucesso(Fig3), vamos ver é o que o papá grande(Sol) vai dizer.




Fig3. Imagem ESA




Claro está que as nações do contra afirmam que o anêl foi um desperdício de dinheiro e que no fundo, o anêl é meramente lixo espacial criado por humanos(Fig3)!
Mesmo assim é bom dizer que estão agradecidos pelos serviços que as experiências que levaram á construção do anêl, agora prestam.

Ainda existem nações que acreditam que o anêl ainda não está bem. Será que vai haver algumas a pensar em remover os extras do anêl (o que correu mal!)

Ora digam lá, nós somos mesmos carinhosos com a mamã, não somos?

domingo, 20 de abril de 2008

Rapaz de 13 anos alemão, baralha a comunidade científica e leva NASA a ter que desmentir a questão!!!

Sem comentários


Nico Marquardt,
foto de Michael Sauerbier,
para bild.



Depois de ter feito um projecto de escola, no âmbito científico intitulado como "Apophis - O Asteróide Matador", Nico publica online o seu achado, não foi preciso muito e a blogosfera encheu-se de notícias sobre o assunto, algumas diziam que a NASA tinha assumido o erro, outras falavam da genialiadade do rapaz!


Com ajuda de arquivos do Instituto de Astrofísica de Potsdam, na Alemanha, Nico Marquardt calculou que existe uma em 450 chances do asteróide Apophis colidir com a Terra. As estimativas da Nasa haviam indicado que as chances de colisão eram menores: uma em 45 mil.


Nico levou em consideração o risco do Apophis bater em um ou mais dos 40 mil satélites que estão na órbita da Terra durante seu caminho próximo ao planeta no dia 13 de abril de 2029. Se o asteróide atingir um satélite em 2029, isso vai mudar sua trajetória, e ele colidirá com a Terra em sua próxima órbita, em 2036.


No entanto, a agência espacial norte-americana informou que o asteróide não passará próximo ao cinturão de satélites no ano de 2029 e que a chance de colisão com algum satélite é extremamente improvável.

Com um pouco de bom senso e pesquisa veriam que Apophis é uma rocha de mais de 400 metros e um satélite artificial tem apenas 1% disso. A massa de Apophis é imensamente maior que a de algum satélite. Seria o mesmo que dizer que um trem pode descarrilar após se chocar com uma bola de basquete. Além disso, publicar cegamente que um garoto de 13 anos é mais esperto que toda a comunidade científica é, no mínimo, um desrespeito aos leitores.
Em: apolo11.com



Pensa-se que o blog de Nico teve mais de 3 milhões de visitas em 1 dia só com esta história! Quem diria que um projecto de ciência viria a ser um caso tão mediatico e público, mas a grande rede tem destas coisas, por isso meu caro blogger, verifique bem as suas fontes antes de começar a disparatar :)

sexta-feira, 18 de abril de 2008

Uma maneira diferente de ver além do céu!

1 comentário
Hoje convido-o a olhar as estrelas através de um projecto wiki que já conta com mais de 500 milhões de objectos para nos podermos deliciar pela navegação espacial de maneira diferente.
O site é multilingual, escolhi português, mas vi sempre texto em inglês, bem não se pode ter tudo, mas pelo que reparei a lingua portuguesa não é a única afectada!
Mas não é um wiki?! Vamos ver se aparecem colaboradores portugueses hehehe.

Aqui fica o endereço do sítio a visitar, wikisky.org

quarta-feira, 16 de abril de 2008

E Blogo!

1 comentário


Blogo porque amo partilhar,


Blogo porque amo escrever,


Blogo porque amo pesquisar,


Blogo porque amo ler.




E blogo, partilho, amo.


E sou verdadeiro.


E verdadeiros chamo.




Aos bloggers do mundo inteiro


a minha gratidão,


pois se não existesse o bloggueiro


não existia tal paixão.


Bom blogging e boas navegações

segunda-feira, 14 de abril de 2008

O efeito das drogas!

Sem comentários

Muitos são os que ingerem drogas e se sentem "mocados", "em alta", mas será que tem consciência do que a droga lhes faz no cerebro!?


Conviduo a dar uma olhadela a uma festa de ratos, uma animação flash desenvolvida na universidade do utah, onde pode interagir com os ratos!


Sim não vale a pena matar mais ratos verdadeiros para se testar a porcaria, neste caso vamos apenas ver o estado da moca de cada um e o que acontece no cerebro com a droga que o rato consumiu.


Interaja com a "Festa dos Ratos", aqui(Necessita flash) e divirta-se aprendendo.

domingo, 13 de abril de 2008

Adorei o Papa Bento , não aceitar estar com o presidente Bush

Sem comentários

Num país que se apoia o criacionismo e pouco se motiva o darwinismo, em que os discursos políticos tem sempre o seu teor católico e onde os escândalos da igreja têm sido vários, o Papa resolver ir só arrumar a casa e visitar os crentes americanos e não visitar o presidente dá-me uma certa satisfação.
Não sou católico, mas respeito todas as religiões e sei que muitas vezes a instituição não tem culpa dos actos individuais de alguns elementos, e não será só na religião católica que isso acontece, ficando o nome da instituição manchado por culpa de um individuo que se for preciso pouca moral terá para pragar os principios da instituição.
A decisão do Papa de não misturar Politica com Religião parece-me correcta, apesar de fazer planos para visitar a sede das Nações Unidas em Nova York, e de ser sempre um plano difícil, pois Politica e Religião estão indirectamente ligados, em alguns paises até demasiadamente ligados.
Vamos ver o que esta visita missionária ao Estados Unidos traz de novo.

quinta-feira, 10 de abril de 2008

Bem-vindo amigo

Sem comentários
Caro amigo, bem-vindo ao meu blog.



O meu nome é Luís Miguel Gonçalves Magalhães, e estes foram os nomes que herdei de família e que os meus pais me deram.

Eu, baptizei-me perto dos 27 como Philo Philos Pachem, e este é o nome que assino no blog e dei a mim próprio.

Pela minha zona a minha alcunha é micro, origem de Microsoft, por estar desde muito cedo ligado aos computadores, muitos assim me conhecem, mas tenho ainda mais uma alcunha curiosa desde o meu tempo do 7º Ano, a de maluco :)

E maluco ou não aqui neste blog trato todos como amigos, pois é o que para mim são, não tenho inimigos e evito julgar pessoas. Assim aqui no blog não vai encontrar nomes nem locais, já para tentar evitar o provocar  de um sentimento negativo a alguém. Se existe o local público ou é porque é assunto público ou porque descrevo algum sítio que gosto e partilho a vivência com o adicionar da imagem. Posso também partilhar o que acho mal, mas nunca de alguém, apenas do espaço.

Assim neste blog eu vou ser original, quando falo de alguma notícia apesar de ser a minha opinião sobre, eu deixo pelo menos uma fonte.

Os poemas e histórias são de minha autoria, a não ser que eu assine o contrário, nem que o autor seja desconhecido, assim aparecerá.

Na lateral, poderá encontrar frases, publicidade, as etiquetas que poderão ter mais temas que os habituais, algumas ligações que visito e sites que estou atento por alguma razão especial.

Assim aqui encontrará a minha partilha com o mundo.





Até por acaso,



Philo Philos Pachem







Artigos relacionados:



Olá amigos, quando me deu para continuar a partilhar pela escrita.



O que vai encontrar por aqui, a primeira visão sobre o blog.

Vantagem da inscrição no Grupo Philoskan, Incrição no Grupo Google Philoskan

A mudança, o antes e o agora fundem-se!

Outras ligações, onde descrevo um pouco mais as ligações da coluna da direita.

Politica de Privacidade , a minha visão sobre é similar a muitas pois é genérica.

A violência juvenil nas escolas de Portugal

Sem comentários

A comunicação social decidiu escandalizar o tema depois de encontrado um video no YouTube onde se assiste a uma confusão entre uma professora e uma aluna por causa de um telemóvel!

Portugal inteiro assistiu ao video na televisão por intermédio dos telejornais e pergunto, para quê?

Ver uma má conduta da professora e a falta de respeito de uma aluna?!

É de facto um problema actual, mas já no meu tempo o era, agora torna-se mais fácil mostrar a realidade pois muitos telemóveis trazem camera e dão para fazerem uns videozitos. Mas fazer disso um escândalo não se estará a dar demasiada importância ao assunto?

Portugal está a ficar com a febre que também assistimos nos Estados Unidos e no Brasil, fazer videos para afirmação.

O último video que mostraram nos telejornais mostra umas fulanas a darem pancada numa colega, segundo consta a ideia era mesmo por o video online.

Pois é meus caros, a forma como os juvens se afirmam está a mudar, não gosto de analisar a questão como nova, novos são os métodos, mas de facto as tecnologias nem sempre ajudam, mas e a comunicação social será que ajuda?

domingo, 30 de março de 2008

A bonita reciclagem

Sem comentários
E educam-se as crianças para reciclar, mas que zonas têm efectivamente condições de o fazer?
Quantos pais não terão de fazer grandes deslocações para cumprir com a tarefa de reciclar que os filhos lhe incumbem?

Aqui pela minha zona é um engana tolos misto, pois no meu prédio existe efectivamente o ecoponto, mas nos arredores isso não se verifica, estando a maioria dos casos com uma vala, e já não se pode dizer que seja mau, é uma vala, e um vidrão.

Fica assim a maioria servida, com uma vala e um vidrão, os ecopontos ficarão para mais tarde pois ainda é cedo para se motivar essas coisas de reciclar?!
Bem um pouco um paradoxo, tenta-se mudar as atitudes do cidadão, mas não se dá as condições necessárias!

Não será isto um caso típico de politicamente correcto praticamente sem efeito presente? E os nossos jovens, como ficarão educados? Logo a ganhar noções de que o que se diz não se faz?!

Bom pelo menos mudaram os caixotes do lixo para uns mais evoluidos, quem sabe um dia pensem nos ecopontos, espero é que as campanhas do reciclar não continuem, pois fazer campanhas sem as condições estarem dadas parece-me uma forma errada de gastar o dinheiro do contribuinte.

sexta-feira, 28 de março de 2008

Morte antes e porque não depois também?

Sem comentários
Agora que no entender de muitos a guerra do aborto está ganha, proponho então que se inicie uma nova.
Pois se é permitido matar antes de estar cá fora, não deveria ser permitido também matar quando estivesse cá fora, quando não nasceu perfeito?

Já muitas tribos o fizeram, quantas ainda o farão e nós aqui com moralidades a defender uma vida ou a tentar defender que ainda não o é, para ser mais fácil.
Tudo adaptações para moralismos e éticas, e em termos práticos a mulher ficou mais uma vez a ganhar em relação ao homem, espero que socialmente se verifiquem melhorias, pois agora que supostamente se dão condições haverá menos mulheres com danos físicos, danos psicológicos isso depende de individuo para individuo.

Se se permite aborto quando se detecta má formação no feto, ou que existe grandes hipoteses da cria não nascer perfeita, não devia ser permitido áquele individuo que tem dúvidas quanto ao parcer cientifico destas questões e que decidiu ir até ao fim, optar pela hipotese de morte á nascença se de facto se verificar imperfeições na cria?

Não devia ser uma opção escolher?

Politica de Privacidade

Sem comentários
Politica de privacidade do philosKan

 


A privacidade dos visitantes do philosKan é extremamente importante para mim.




Como o philo reconhece a importância da privacidade explica aqui o tipo de informação pessoal que o philosKan recebe e colecta e como essa informação é guardada.


Não vendo nenhuma informação para terceiros, sejam eles particulares ou empresas.




Os registos






Tal como outros websites, são colectadas e utilizadas informações contidas nos registos. A informação contida nos registos, inclui o seu endereço IP (internet protocol), o seu ISP (internet service provider, como o Sapo, Clix, ou outro), o navegador (como o Opera ou o Firefox) que utilizou ao visitar o nosso website , o tempo da sua visita e que páginas visitou dentro do philosKan.




Os Cookies e Web Beacons






Utilizamos cookies para armazenar informação, tais como as suas preferências pessoais quando visita o philosKan. Isto poderá inclui um simples popup, ou uma ligação em vários serviços que providenciamos, tais como fóruns.




Emails






A lista de emails recolhida está armazenada nos grupos google, e é utilizada apenas para informar os leitores de novidades sobre o philosKan.




Em adição, o philoskan usa publicidade de terceiros, nomeadamente adSense e possivelmente outros, afim de suportar os custos de manutenção. Alguns destes publicitários, poderão utilizar tecnologias como os cookies e/ou web beacons quando publicitam no philosKan, o que fará com que esses publicitários (como o Google através do Google AdSense) também recebam a sua informação pessoal, como o endereço IP, o seu ISP , o seu browser, etc. Esta função é geralmente utilizada para geotargeting (mostrar publicidade de Portugal apenas aos leitores oriundos de Portugal por ex.) ou apresentar publicidade direccionada a um tipo de utilizador (como mostrar publicidade de restaurante a um utilizador que visita sites de culinária regularmente, por ex.).






Nota:Você detem o poder de desligar os seus cookies, nas opções do seu navegador, ou efectuando alterações nas ferramentas de programas Anti-Virus, como o Norton Internet Security. No entanto, isso poderá alterar a forma como interage com o philoskan, ou outros websites. Isso poderá afectar ou não permitir que faça logins em programas, sites ou fóruns da nossa e de outras redes.

quinta-feira, 27 de março de 2008

Inscrito

Sem comentários
Obrigado por se ter inscrito na nossa newsLetter.

Inscrição nos Grupos Google

Sem comentários
A inscrição na Grupos Google, permite-lhe estar atento a notícias sobre este blog através de correio electrónico.


Se se inscreveu, irá receber um mail para confirmar a inscrição. Depois do protocolo habitual irá receber os artigos do Philoskan directamente no seu email, com toda a comunidade.

Esta inscrição permite-lhe ainda receber pequenas notas ou modificações que vão acontecendo em que não vale a pena escrever um artigo sobre.

Se desejar fazê-lo pode usar a caixa da coluna direita ou este formulário em baixo.









height=30 width=140 alt="Grupos Google">
Inscrever-se em philoskan
Email:

Visitar neste grupo





Se já o fez o meu agradecimento pelo seu interesse.



Saudações Joviais, Paz e até por Acaso